quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Podcast Locadora 94 - Jogos de Terror


Hoje o Locadora aborda os confins mais obscuros da psique humana, fazendo um dos atos mais horrorizantes do homem moderno, UM REMAKE! Mas não se preocupe que esse podcast tá bem melhor que o antigo.

Nesse episódio, em clima de Halloween, Belo, Bulma e Desgraça falam de alguns jogos de terror, indo de jogos com apenas temática de horror, até jogos verdadeiramente horripilantes, e também uns que só eram assustadores na nossa mente infantil.

   Baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com


Links:

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Podcast Locadora 93 - Metal Gear Solid


No episódio de hoje os agentes Ken-Oh, Belo e Desgraça recebem a missão ultra secreta de falar do clássico que solidificou o stealth nos videogames: Metal Gear Solid. Discutindo a origem da série, a história do jogo, os memoráveis chefes, os milhares easter eggs e muito mais, então coloque sua bandana e se esconda dos inimigos que tá na hora de ouvir essa longuíssima conversa no seu Codec.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com

Links:
Metal Gear Solid Legacy: documentário sobre toda a série

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Brick Game


Sabe aqueles videogames de 1,99 vendidos em qualquer lojinha de porcarias do Paraguai que marcaram a infância de qualquer um que nasceu no final dos anos 80 e anos 90? Esses videogames acabaram, infelizmente, mas você pode matar a saudade deles com esse aplicativo fantástico disponível para dispositivos Android.


O game simula na sua tela aqueles videogames de plástico que prometiam infinitos games em 1, mas era tudo um tetris do Paraguai, com um sistema de som arcaico e gráficos pixelados em preto e branco que tentavam simular um Game Boy clássico. O tal do videogame tinha um nome, embora eu duvide que você o chamasse pelo seu nome próprio; “Brick Game” e falhava miseravelmente na sua intenção de imitar um Game Boy.

No entanto, com o sumiço deles do mercado de produtos de 1,99 e o crescimento de toda uma geração que se revoltou com eles na infância, o objetivo foi ganhando um status notálgico de cult e espertos desenvolvedores de games mobile não puderam perder essa chance de recriar o game nas telas de celular.

O app recria na tela do seu celular o Brick Game inteiro, com os botões de direção e o único botão de ação pra se executar no game, que faz com que a peça que está descendo mude de posição, ele ainda contém outros botões de pausa, continuar, volume e afins que vinham na carcaça de plástico dos brick games originais. Promete ainda uma ampla game de jogos, mas todos iguais.

Como um simulador, acaba sendo bem feito, passa a sensação nos gráficos dos brick games originais e também no som. Não recomendo o uso de fones de ouvido.


sábado, 20 de outubro de 2018

Review - The Messenger


Desde sua aparição em um Nintendo Direct (ou nindies), The Messenger chamou a atenção por mistura gráficos 8 bits e 16 bits com inspirações em jogos clássicos do passado. Criado pelo pequeno estúdio Indie Sabotage lá de Quebec, o game te coloca na pele de um ninja de uma pequena vila que tem o intuito de se aperfeiçoar até que o Mensageiro do Oeste venha. Infelizmente as coisas inicialmente não acontecem como planejado e a vila do nosso herói é atacada pois o mensageiro chegou tarde demais. Esse mesmo mensageiro te dá a tarefa de levar um pergaminho até o alto da montanha e assim que o game começa.


quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Nintendo está oficialmente vendendo cartões pré-pagos no Brasil


E aê meninos e meninas , tudo bem com vocês? Durante a BGS 2018 a Nintendo anunciou que vai começar a vender cartões pré-pagos dentro do território nacional, o que é uma boa notícia pois os donos e donas de Nintendo Switch não vão depender de lojas e vendedores que superfaturam os preços desses cartões. Outra coisa bacana é que os cartões podem ser adquiridos por meio de cartões de débito e de crédito além de em dinheiro, dando assim mais uma escolha na forma de pagamento para o consumidor já que a loja do Nintendo Switch Online do Brasil só aceitava a opção de crédito.

Entre os cartões pré pagos que ficaram disponíveis teremos os códigos de downloads de jogos como Super Mario Odyssey, The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Octopath Traveler e os recém lançados FIFA 19 E Super Mario Party. Também será possível comprar códigos de ativação do serviço Nintendo Switch Online. Em relação as lojas físicas os cartões serão vendidos primeiramente nas Lojas Americanas e depois deveram alcançar outras lojas de varejo.


Mesmo a notícia sendo uma boa para os fãs da Nintendo no Brasil talvez seja melhor não criar expectativas para que a empresa do encanador bigodudo retorne a terras tupiniquins, pelo menos por agora. Bill van Zyll, diretor de marketing da empresa aqui na América Latina disse em entrevista ao Jornal Estado de São Paulo que não tem previsão de quando a Nintendo volte a vender seus consoles por aqui, segue um pequeno trecho da entrevista:

“É um produto físico, teríamos de importá-lo e isso envolve questões como câmbio e impostos de importação. Não seria um preço interessante no momento”, ele ainda prosseguiu falando o motivo de trazer essa possibilidade de comprar jogos via cartão pré pago: “Estamos trazendo os jogos agora porque sabemos que muitos brasileiros compram seus Switches no exterior e os trazem na mala.” 

É bom lembrar que lá em 2015 Zyll veio a público falar sobre a saída da Nintendo do território nacional, Ele informou na época que a Nintendo estava apenas dando um passo para trás para repensar estratégias de mercado e que a a Big N não desistiria do Brasil.

*O LocadoraTV é feito por pessoas que amam e curtem falar de games. Por favor ajude a divulgar nosso material.

Podcast Locadora 92 - Soundtracks 5

 

Hora de dar um pause e apreciar as mais belas serenatas, os mais inesquecíveis boleros, as mais fantásticas composições de nossos queridos joguinhos. Business Cat, Desgraça e Bulmo fazem esse pequeno (para nossos padrões) podcast onde escolhem 6 faixas de mais alto garbo e elegância que vão tocar o seu coração.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com


Links:
Pollyanna: animação feita por fãs de Earthbound (com spoilers)
Canal da Donna Burke

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Bomber


Agora você pode se sentir o próprio Darth Vader com esse jogo mobile daora, desenvolvido pela Voodoo, uma das melhores desenvolvedoras de jogos mobile da atualidade.


Em “Bomber” seu objetivo é destruir planetas, simples assim. Bombas ficam caindo sobre o planeta que você tem que destruir automaticamente. Com toques na tela você consegue direcionar essas bombas e no seu painel de controle você pode selecionar novas bombas para serem lançadas sobre o planeta, bombas que fazem mais estrago que as simples e também controlar outros aspectos da jogatina, como a quantidade de bombas que cai, a gravidade, seu poder de destruição e a precisão de seus toques na tela. Quando as bombas explodem o núcleo do planeta, ele explode e você vence.

É um jogo estilo clicker, mas é daqueles bons que não precisam que você fique dando toques na tela. A diferença é que se você der toques na tela pode explodir os planetas mais rápido, direcionando suas bombas.

Mais ou menos a cada 4 planetas, você enfrenta um chefão, que é muito mais resistente, no entanto não há muita estratégia. O jeito é mandar mais bombas com poder destrutivo maior pra cima dele, o que torna o jogo muito divertido, pois a casualidade é extremamente alta e a sensação de destruição causada é bem alta.

O jogo contém mais de 80 fases. Dá pra saber isso ao vermos as bombas especiais, que são desbloqueadas conforme os chefões que você enfrenta. A última só é desbloqueada no nível 81. Infelizmente, a casualidade do jogo não permite que ele se mantenha tão interessante numa longa jogatina. Para os que gostam de chegar até o fim de um jogo, saibam que talvez esse game não seja tão interessante. Você ganha dinheiro mesmo quando fora do jogo, então é de se esperar que o jogo exija que, nas fases posteriores, você acumule muito dinheiro para melhorar suas bombas e assim explodir os planetas.

Ainda assim, de uma só vez cheguei até o nível 40.

As animações são minimalistas, porém bonitas. O jogo é bem colorido. Não notei a presença de som e nem fez falta, em compensação o jogo tem um sistema de vibração a cada bomba que explode, mas isso pode ser facilmente desativado.

Em suma, é um jogo muito bacana.


sábado, 13 de outubro de 2018

Brasil Game Show 2018 - Dia 3


Voltamos mais uma vez pra comentar a BGS 2018, Cat fala sobre o seu terceiro dia do evento junto do Guarda Belo.

Jogos comentados:

Yokai Killer: Shuten Doji - Dark Paladin Studios
Dolmen - Massive Works Studio
Days Gone - SIE Bend Studio/Sony
Adora - Cadabra Studio
MegaQuiz Discipulado - NX Games
Trajes Fatais - Onanim Studio
Esquadrão 51 - Loomiarts
Gravity Heroes - Studica Solution
Triggerun - 2axion
Conflict 0: Revolution - Black River Studios

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Brasil Game Show 2018 - Dia 2



Business Cat continua contando suas aventuras na maior feira de games do Brasil. O vídeo foi divido em duas partes por burrice do Desgraça.

Jogos comentados:

Resident Evil 2
Hitman 2
Rescue: The Infection - Yang Studios
Jogo sem nome da Adventure Arts
Bloody Justice - Dinamica Hue
Yokai Killer: Shuten Doji - Dark Paladin
Try, Die, Repeat - Mad Viking Studio
Dolmen - Massive Works Studio
Kat Dealers - 12Studio
BombMe e BombYou - GameHollywood
Sleight - Demerara Games
MegaQuiz Discipulado
Out of Space - Behold Studios
Kriaturaz - Messier Games & Animations
Enigma dos Portais - Br Editora Digital
Dungeon Crowley - Animvs
Favela Game - Instituto Maria e João Aleixo
HPRZ: The Syndrome - Terra Studios
JOSH JOURNEY: DARKNESS TOTENS - Província Studio

My Hero One's Justice