quarta-feira, 23 de maio de 2018

Podcast Locadora #72 - Soundtracks 4


SOLTA O SOM, DJ! No ápice da falta de tema, voltamos com o episódio de Soundtracks, onde os prezados Business Cat, Belo, Desgraça e Ken-Oh, falam de suas faixas favoritas dos jogos eletrônicos.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com

Comentados no episódio:
Versão arranjada do Tekken 7 e da banda Mega Driver

terça-feira, 22 de maio de 2018

Review - Splinter Cell: Conviction

Escrito por O Discreto

Splinter Cell: Conviction é o quinto da franquia Splinter Cell. Lançado em 2010 exclusivamente para Xbox360 nos consoles (e lançado também para PC), o jogo traz mudanças drásticas para a série que vão desde de um foco bem maior na ação, até a adição de uma jornada pessoal do protagonista, além disso, também muda bastante a jogabilidade e o próprio personagem, que passa a estar muito mais raivoso e carregado.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Podcast Locadora #71 - Jogos de Esporte


Bem amigos da Locadora, é hoje o dia, sim! Reunimos os gladiadores do terceiro milênio: Belo, Felipe, Desgraça e Business Cat para falar de jogos de esporte.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com


Comentados no cast:
Barkley, Shut up and Jam!
Jogo de baseball do ursinho Puff

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Podcast Locadora #70 - Previsões para a E3


A E3 está logo ali e já embarcamos no trem da especulação. Business Cat, Bulma, Desgraça e Ken-Oh comentam sobre o que acham que vai rolar na E3 2018 e fazem previsões absurdas nesse evento de puro hype. 

P.S. Não comentamos sobre a Square pois o anúncio da conferência foi depois da gravação do podcast.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com


Comentados no cast:

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Review - Splinter Cell: Double Agent

Escrito por O Discreto

Lançado em duas versões, uma em 2006 para a geração do PS2 e outra em 2007 para a geração do PS3, Splinter Cell: Double Agent é o quarto jogo da franquia criada pela Ubisoft. Neste jogo o agente Sam Fisher volta com uma missão que têm uma carga psicológica forte, já que as ações envolvem dilemas que são difíceis de resolver e causam conflitos entre o que é certo e errado e até onde se pode ir para cumprir um objetivo.

terça-feira, 1 de maio de 2018

Harry Potter: Hogwarts Mystery


Quando foi anunciado um RPG de Harry Potter fiquei curioso. Tão curioso que me inscrevi para receber uma notificação assim que o jogo saísse. Infelizmente, quase nada na vida são flores e esse jogo não é exceção.

 
Em “Harry Potter: Hogwarts Mystery” você foi selecionado para entrar na Escola de Magia de Hogwarts, onde um mistério sonda a figura do seu irmão, fazendo de você alvo de antipatia de diversos membros da escola e as Abóbadas Assombradas. Nesse cenário, você deve aprender magias, poções, habilidades de voo, enquanto explora Hogwarts, conhecendo sua história e aumentando sua rede de contatos.

O game segue um estilo de RPG que se tornou muito requisitado nos últimos anos, dando-lhe a opção de criar um personagem do zero, adaptando-o do jeito que você quiser, não apenas nas feições, mas também nas roupas. Além disso, você avança no game através de missões, mas nem todas precisam ser completadas inteiras, algumas você pode deixar pela metade, mas não irá ganhar todos os pontos.

Mesmo fora das missões, você pode explorar o castelo, porém nem todas as salas estarão disponíveis num primeiro momento, conversando com os diversos NPC’s e interagindo com o cenário, o que lhe garantirá alguns itens diferentes.


 Os aspectos técnicos do jogo revelam um cuidado muito grande por parte de seus desenvolvedores. O game não é tão pesado (menos de 80mb), mas apresenta uma qualidade gráfica muito boa, uma ampla gama de animações para todos os momentos e o melhor de tudo, sem lag, apesar de ser online.

No entanto, a progressão do game chega a ser ridícula de tão ruim. Infelizmente é um freemium e não há o que questionar nesse quesito. Você tem 3 tipos diferentes de moeda no jogo, um é o rubi, que pode ser conseguido no game muito raramente ou por dinheiro e serve para comprar coisas mais raras; outra é a moeda de ouro, que pode ser facilmente obtida no game e tem uma variedade maior de roupas disponíveis na loja para você comprar com elas, mas o preço é absurdo e por fim, as energias, que servem para você executar ações.

Até mesmo uma simples ação como pegar algo na prateleira ou observar o professor custam várias energias e esse é o ponto mais incômodo, pois você tem um limite de energias a usar (no começo, 24) e existem missões que nem com todas energias disponíveis você conseguirá completar. É claro que as energias recarregam sozinhas, mas são 4 minutos pra recarregar uma energia!

Você também pode comprar as energias, mas é ridículo o abuso que esse jogo exerce em seus jogadores.

Enfim, “Harry Potter: Hogwarts Mystery” apresenta uma excelente premissa, mas se revelou uma enorme DCpção.


segunda-feira, 30 de abril de 2018

Podcast Locadora #68 - God of War


No episódio de hoje: Bulma, Belo, Desgraça, Ken-Oh e Business Cat se reunem para falar do espartano mais bolado dos videogames, KREYTON, O BOM DE GUERRA. Falamos da "trilogia original" da série e o Guarda Belo deixou suas primeiras impressões sobre o novo jogo da série.

   Se preferir, baixe a versão em mp3
   Ou assine o nosso feed: http://feeds.feedburner.com/PodcastLocadoraTV
   Envie seu e-mail para: locadoratv@gmail.com

Sobre o podcast:

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Álbum virtual da Copa do Mundo 2018


Não é exatamente um jogo, mas é uma brincadeira que distrai, vicia e te diverte naqueles momentos de tédio cotidiano.


Todos conhecemos o álbum de figurinhas da Copa. É uma tradição entre a molecada desde tempos imemoriais, mas o advento das novas tecnologias e a crise financeira dos últimos anos em terras tupiniquins podem ter motivado a Panini a dar um passo em direção ao futuro e lançar sua versão digital do álbum em parceria com a Coca-Cola. A ideia, que tinha tudo pra dar errado, acaba sendo mais divertido que colecionar as figurinhas impressas.

O layout é simples e conta com o álbum interativo no centro da tela inicial, onde você pode virar as páginas, adicionar novas figurinhas e verificar o seu estado de completude. Do lado direito temos uma sessão que nos permite coletar 2 pacotes de figurinhas por dia (10 figurinhas no total) e um espaço onde você pode digitar o código presente nos pacotes impressos e ganhar mais figurinhas toda vez que você compra um pacote impresso. Do lado esquerdo, temos um scanner para produtos promocionais da Coca-Cola (que funciona lindamente!) e uma sessão para conferir as figurinhas que você tem, onde você pode selecionar as figurinhas que quer colar no álbum e as figurinhas que deseja trocar. A sessão de trocas fica no menu inferior da tela inicial e ao lado dessa sessão fica uma sessão de desafios semanais que consiste em coletar figurinhas especificas para ganhar prêmios.


Além de tudo isso, há interações impossíveis de se ter na vida real, como verificar os status de cada jogador.

Infelizmente, o álbum digital não é completo, ou melhor, é uma versão reduzida do álbum impresso, pois contém menos figurinhas. Por um lado é melhor, porque é mais fácil de completar, por outro é pior, porque te deixa com aquela sensação de que algo ficou faltando. Outro ponto negativo é que não dá pra bater bafo nesse aplicativo.

De fato, não é um jogo. Não há enredo, não exige habilidades básicas para se avançar nele e sequer tem música, mas é uma brincadeira divertida e para pessoas um pouco mais velhas e menos endinheiradas, como eu, tem um certo valor nostálgico, fazendo valer a “jogatina”.